29/01/10

Ponto final

O Sporting perdeu pela 1º vez em 2010, dizendo assim adeus às poucas hipóteses que ainda poderia ter de chegar ao título. Num jogo muito disputado e onde a vertente táctica quase sempre levou a melhor, um ressalto ditou o vencedor.

Os leões apresentaram a equipa habitual, assistindo-se a uma partida bem disputada, mas sem ocasiões de golo, onde as defesas levaram sempre a melhor. Aos 30" um ressalto colocou o Braga em vantagem, mudando por completo o figurino do jogo, colocando o Sporting em busca do empate e o Braga a jogar em contra-ataque como mais gosta.
Até final destaque para uma perdida de Liedson que repunha a igualdade de imediato, uma boa defesa de Patrício a manter o jogo em aberto e um remate de Saleiro do meio da rua.

Na 2ª metade esperava-se um Sporting mais acutilante, mas foi o Braga que pegou no jogo, faltando à equipa leonina profundidade ofensiva e capacidade para manter a bola. O Sporting ressentiu em demasia a “ausência” de Izmailov, que actuou limitado face aos curtos recursos leoninos, e a pior exibição da época de Miguel Veloso. Com 2 jogadores fulcrais em sub-rendimento, o Braga vencia a batalha do meio campo e colocava em dificuldades a defesa leonina devido à sua velocidade, ao mesmo tempo que o meio campo se revelava incapaz de construir ou segurar o jogo.
As trocas de Adrien e Izmailov por Yannick e Matias trouxeram algumas melhorias, mas o fraco rendimento de Veloso numa posição fulcral deixava a equipa desamparado tanto a atacar como a defender.
Só nos últimos 10” se viu a equipa leonina a encostar o Braga à sua defensiva, criando 2/3 ocasiões de golo, valendo Eduardo à equipa da casa.

O Sporting despede-se assim da luta do título, algo que já era muito complicado, devendo continuar a acreditar e apostar forte nas 3 restantes competições e procurar melhorar a posição na Liga.
É importante retomar e manter a onda de vitórias iniciada este ano, de forma a conquistar troféus e a preparar da melhor forma a próxima época.

2 rugido(s):

Cantinho do Morais disse...

Agora que, após 7 jogos realizados contra adversários sem relevo desportivo (sim, o Braga da Taça da Liga é outro, até com o Trofense perdeu), voltámos a encontrar um adversário forte. E, geralmente, quando isso acontece, o Sporting perde. Nesta simples constatação da realidade pode-se depreender que, o mês de Fevereiro, não trará grandes alegrias desportivas para os lados de Alvalade. Não é que não exista qualidade para ganhar qualquer dos desafios que estão aí à porta. Mas o Sporting também consegue preparar-nos para o pior e, face aos adversários e conjunturas actuais, há sempre factores externos que condicionam e decidem jogos.
Como se viu ontem, a este Sporting não chega entrar bem, mandar na casa do líder, criar situações de golo. Não chega quando, num primeiro lance adversário, não se faz um carrinho com convicção e se aborda mal o portador da bola. Contra o Sporting, dá golo. E reagir (com sucesso) a contrariedades pode resultar contra o Mafra, Nacional e afins, mas não contra um candidato ao título, não contra o líder e, muito menos, na casa deste. Para isso acontecer é preciso estofo de Campeão. E isso, encontra-se arredado de Alvalade desde do final de 2006/2007...

http://cantinhodomorais.blogspot.com/

Sporting Eterno disse...

É curto Pedro Mendes para as necessidades do Sporting. A derrota foi natural...

DE VOLTA - VERDADES DIFICEIS - TEXTO DIFICIL PARA ALGUNS SPORTINGUISTAS (3ª parte)

http://sportingeterno.blogspot.com