28/08/08

Uma equipa, duas caras...

Um Sporting de duas faces aquele que se viu no Santiago Barnabéu, uma 1ª parte para esquecer e um 2º tempo mais próximo do valor real da equipa. Os leões demonstraram demasiado respeito pelo adversário e alguma falta de ambição, começando desde logo por Paulo Bento ao escalar uma equipa de 2º nivel com muitas alterações no onze inicial.
Apesar de se tratar de um jogo sem caracter oficial, existia um troféu em jogo e o prestigio do clube, e se o 1º objectivo não era primordial, o 2º era importante e não foi conseguido devido à hecatombe da etapa inicial.
O Sporting iniciou o jogo com Pedro Silva e Ronny nas laterais, Veloso e Pereirinha no miolo e Postiga e Tiui na frente de ataque. Se do ataque pouco há a dizer, face às escassas oportunidades para brilhar, do meio campo podemos dizer que esteve longe do que pode e deve fazer, com Guti e C.ª a serem superiores em largos periodos da etapa inicial. Quantos aos laterais foram o calcanhar de aquiles da equipa, mau demais para poderem representar o Sporting ao mais alto nivel.
O Sporting teve uma actuação defensiva desastrada quando esse é um dos seus pontos forte, embora com maior potencial e qualidade de jogo, o Real fez 3 golos nos seus 3 remates iniciais, beneficiando depois de uma grande penalidade inexistente e de um auto golo de Pedro Silva para fazer 5 golos ao Sporting em 45". Izmailov fez o tento de honra dos leões.
Na 2ª metade tivemos um Sporting mais perto do seu valor real, Abel e Caneira nas laterais e Tonel ao lado de Polga, Moutinho e Romagnoli no miolo e Yannick no ataque. Os leões equilibraram a partida e passaram a dominar os acontecimentos, tendo conseguido reduzir a desvantagem por Djaló aos 73" numa boa jogada colectiva com excelente finalização.
O resultado final foi conseguido já aos 90" por Miguel Veloso na transformação de um livre directo, dando maior justiça ao resultado.
O 5-3 final é algo pesado, embora seja da exclusiva responsabilidade leonina que deu 45" de avanço ao adversário, sobretudo quando este se chama de Real Madrid. O teste serviu para tirar muitas ilações:
- confirmou que Pedro Silva e Ronny são alternativas pouco crediveis;
- confirmou o excelente momento de Yannick e Izmailov (dos melhores);
- mostrou o regresso do melhor Moutinho;
- mostrou que algo se passa com Vukcevic;
Só espero que o descalabro defensivo não tenha repercussões no desempenho da equipa no próximo jogo.

7 rugido(s):

Anónimo disse...

Fui uma entrada a matar. Como é caracteristico! Só não se lembraram é que o adversário não era o Trofense, nem o senhor do apito era conhecido.

PSN disse...

Caro Visconde,

Antes de mais felicitá-lo pelo novo look do blog! Muito bom.

Quanto ao jogo de ontem, apesar de termos limpo a face na segunda parte, a verdade é que quem viu o jogo só se lembra do descalabro dos primeiros 45 minutos em que levámos 5 golos (já não me lembro de tamanha enchurrada desde os 6-3).

E esse descalabro, que hoje se traduz em chacota na imprensa espanhola (ver viscondes), era perfeitamente evitável, se o Sporting não tivesse encarado aquele jogo como uma excursão.

O Sporting tem um nome a defender e nunca poderia ter entrado com aquele onze e muito menos com aquela atitude. Nós não fomos a Madrid para disputar um troféu, mas sim para sermos os bobos da festa do Real Madrid.

O prestígio e reputação de uma equipa também se constrói nos jogos particulares e o Sporting é perito em não aproveitar esses momentos, bem antes pelo contrário (lembro-me que no jogo dos 100 anos do barcelona levámos 3 secos e deixámos uma péssima imagem).

SL,
PSN

Visconde disse...

Caro PSN

Concordo em absoluto com isso, também não percebo porque jogamos com uma equipa de 2ª, quando tinhamos de defender a nossa honra e mostrar "serviço" na Europa. Mas uma vez mais fomos o rancho folquelórico nacional em digressão europeia...

Espero que limpem a má imagem em Braga.

SL

Armando Silva disse...

Este foi um jogo muito importante para os jogadores do Sporting perceberem que ainda não ganharam nada e que não será fácil ganhar!!! Temos de jogar sempre a "matar", e só assim venceremos... Não tenho duvidas que nos jogos da liga dos campeões, especialmente diante o Barça, os nossos jogadores terão outra atitude...

Grande abraço caro amigo e muitos parabéns pela nova imagem do Blog... Mais uma vez deu um passo em frente, pois esta nova imagem está muito boa, nada chocante, muito agradável, cores leves e tudo muito perceptível... Parabéns,

Renata A. disse...

O Sporting apresentou-se na primeira parte como que envergonhado por jogar contra uma equipa de classe mundial, deixando-se vergar pelos espanhóis. Sofremos 5 golos por nossa culpa, porque não encarámos o jogo como importante.
Depois do intervalo, o leão conseguiu impor o seu jogo, com vontade e encarando os madrilenos de olhos nos olhos. E assim deveria ter sido durante toda a partida. Porque uma equipa não ganha pelo seu passado. Um jogo ganha-se dentro de campo e dentro das quatro linhas o resultado é sempre um mistério, apenas desvendado no final. SE tivesse havido mais vontade, mais paixão, não tinhamos sido humilhados como fomos.

Já agora, parabéns pelo novo look do blog. Ficou mais legível e funcional.

SL

mpre27 disse...

Caro Visconde,

Apesar do resultado e do deslumbramento de alguns jogadores, vi o Sporting fazer coisas positivas. Aliás, na 2ª parte vi-o jogar muito bem. O Real marcou 5 nos 6 primeiros remates. Paulo Bento também não ajudou a que a atitude fosse a melhor ao meter 6 não-titulares de início. Quanto ao gozo espanhol, ainda faremos esses maricóns engolir o que afirmaram.

Abraço Leonino!

Anónimo disse...

errata

"Só espero que o DESCALABRO defensivo não tenha REPERCUSSÕES no desempenho da equipa no próximo jogo..."

saudações leoninas