31/10/08

Vencer, vencer...ou vencer

O Sporting tem já amanhã mais um teste de fogo ao seu actual momento. Apesar de estar a 3 pontos da liderança, o clima em Alvalade é de pouca estabilidade, daí que uma vitória para além de muito importante na luta pelo objectivo, possa ajudar a serenar os ânimos e afastar os provocadores de "casos" para outras bandas.
Será mais um jogo difícil, num campo onde já empataram esta temporada os nosso rivais directos, perante uma equipa aguerrida, que não dá por perdido o jogo antes do apito final e que faz do seu espírito de luta e colectivo a grande arma.
É necessário um Sporting unido, com capacidade de luta, ambicioso e que lute pela vitória os 90". Uma equipa que entre em campo desde logo em busca do golo e da vitória, não concedendo ao adversários os habituais períodos de domínio inicial.
A equipa leonina deve manter a coesão defensiva, mas tem de melhorar os índices ofensivos e de eficácia, é aí que se decidem os jogos e se revelam os campeões.
Nos convocados realce para os regressos de Caneira, Yannick e Veloso.
Lista de convocados:
Guarda-redes: Rui Patrício e Ricardo Batista;
Defesas: Abel, Daniel Carriço, Polga, Caneira, Pedro Silva e Grimi
Médios: Adrien, Miguel Veloso, Rochemback, Pereirinha, João Moutinho, Romagnoli e Izmaillov;
Avançados: Hélder Postiga, Yannick, Derlei e Liedson.

Força SPORTING

Sem comentários...

Isto não é sportinguismo, isto é vandalismo....

30/10/08

Rumores!!!

Ou algum fundo de verdade?

29/10/08

Barbosa quebra o silêncio

O Sporting parece ser o clube da moda, pelo menos para a imprensa, depois de ainda há poucos dias o Presidente leonino ter dado 3 entrevistas, depois das constantes novelas sobre o Sporting que diariamente invadem a comunicação social, hoje é a vez de Pedro Barbosa quebrar o silêncio e "bisar" neste campo. Tendo em conta o tempo que passa calada, talvez uma entrevista fosse coisa pouca realmente.
O Director Desportivo leonino (se é realmente esse o seu cargo), faz hoje as manchetes dos jornais Record e O Jogo, entrevistas onde nada de novo é revelado e onde me parece que existe uma clara tentativa de credibilização do grupo e administração do clube, fazendo crer que tudo o que se passa em redor do Sporting é falso e o clube vive na mais completa harmonia e tranquilidade.
Segundo Pedro Barbosa, "A estabilidade do Sporting é uma coisa que incomoda"... eu dou-lhe toda a razão nesta afirmação, porque me incomoda e muito ver o meu Sporting neste estado!!!

28/10/08

Como disse?

A acompanhar a visita de uma delegação da Estónia a Alvalade, Filipe Soares Franco, que pelos visto recuperou rapidamente da "doença" que o impediu de estar na Mata Real a acompanhar o Sporting, fez a seguinte declaração:
"É importante que saibamos dar aos outros aquilo que aprendemos a fazer e é isso que o Sporting pode oferecer. Somos um Clube gerido pelos sócios, e que se dedica às várias valências desportivas. Para o futebol, que actualmente é seguramente um grande negócio, temos boas infra-estruturas e é necessária uma grande organização para oferecer o melhor aos nossos sócios e adeptos em cada jogo"
.
Se já leram, voltem a ler para ter a certeza do que leram, agora reflictam... reflictam mais um pouco... e agora digam, digam o que vos veio à cabeça!!!!
PS: Já que estamos numa de estupidez, eis o que diz o empresário de Vukcevic, em relação aos últimos acontecimentos:
"Vukcevic quer ser recuperado. Quer jogar. Mas há situações contraditórias, não entendo... Parece que não contam com ele, que é um problema, mas a porta de saída está fechada e dizem que é importante! É difícil recuperá-lo assim, se se diz que não treina e que é problemático. Se as partes não estão satisfeitas e surgem ofertas com as quais se pode ganhar dinheiro o mais lógico é vender. Nem sei o que mais dizer. Parece que sou eu que crio algum problema, mas eu quero é ver a situação resolvida".
É agora o homem o responsável por isto, ele que nunca veio reclamar do que quer que fosse, ele que nunca exigiu que o seu representado jogasse, ele que nunca disse ter propostas para ele sair, ele que nunca pressionou ninguém para atingir os seus objectivos...pode lá agora ser o responsável por tudo isto!!!

Instabilidade

O Sporting vive momentos complicados, para além dos resultados menos positivos e exibições constrangedoras, diariamente surgem novos episódios e histórias envolvendo atletas que ora querem sair, ora amuam porque não jogam, ou fazem birra porque jogam fora da sua posição, ou enviam os empresários como forma de pressionar a SAD e equipa técnica.
Mas o que é isto? Mas quando é que a SAD põe cobro a estas situações?
Quando é que os jogadores percebem que estão no clube única e exclusivamente para jogar? Se isso não acontece, só têm é de trabalhar mais e aguardar oportunidade...
Num ano em que o titulo é claramente a aposta do clube, num ano onde o plantel é mais forte do que no passado recente e onde o principal adversário está nitidamente enfraquecido, como se justificam estes constantes focos de instabilidade no Sporting?
O maior problema é que apesar de alguns casos criados pela imprensa numa clara tentativa de destabilização, outros surgem internamente revelando por um lado que nem todos correm pelo mesmo objectivo e por outro uma completa falta de blindagem que deixa sair do balneário todo o tipo de problemas que alimentam a tão desejosa comunicação social, tudo isto sem que ninguém da administração do Sporting ponha um ponto final na situação.
Um clube para ter êxito precisa de uma estrutura forte, blindada para o exterior, que não abale ao mínimo problema, que aguente as pressões, que tenha uma estratégia bem definida e assente em pontos fundamentais.
O Sporting não tem nada disso, a estrutura é fraca começando logo pela figura do seu presidente, tudo o que se passa no Sporting é noticia, um jogador "arrota" no treino e isso é logo tema para conflito, e a sua estratégia assenta (mal...) exclusivamente na vertente financeira, esquecendo que é a desportiva que leva ao sucesso da outra e não o inverso.
Assim dificilmente teremos um sucesso avassalador, podemos ir ganhando alguns troféus, mas nunca iremos ser os "papões" que fomos no passado e nos projectaram como potência nacional e europeia.

27/10/08

Desperdicio

O Sporting voltou a perder pontos na Liga, revelando uma eficácia longe do sucedido nos últimos jogos, desperdiçando uma oportunidade para recuperar terreno na classificação, para voltar às vitória, mas sobretudo para dizer presente e mostrar que é realmente candidato ao titulo.
Paulo Bento e os jogadores haviam dito após as 2 derrotas que os campeonatos não se perdem frente aos opositores directos, é certo que não, mas para isso é preciso vencer os restantes jogos e isso o Sporting também não fez, assim será difícil chegar ao objectivo. E com isto vão 3 jogos sem ganhar...

Frente a um Paços diferente do tradicional, uma equipa menos combativa e de luta, o Sporting apresentou uma vez mais o seu esquema habitual, tendo nos primeiros 20" feito o habitual jogo desgarrado, sem nexo, pontapé para a frente, ou seja nada. Depois a equipa pegou no jogo, controlou as operações e desperdiçou 3/4 ocasiões de golo. Postiga e Liedson em bom plano, a evidenciarem-se da restante equipa e a proporcionarem a Cássio a figura de estrela da noite.
Apesar do domínio e do desperdício, pedia-se mais a um Sporting, que tinha pela frente um Paços pouco perigoso e que nunca incomodou Rui Patricio.

No 2º tempo, Romagnoli (apagadissimo) deu o lugar a Pereirinha e o Sporting voltou a carregar no acelerador e a criar perigo, embora com demasiadas cerimónias na hora de atirar à baliza. Com isto o tempo ia passando, a equipa ia-se ressentindo do desgaste do jogo e viajem a meio da semana e o Paços ia equilibrando as operações, tendo criado a única ocasião de golo num remate cruzado que atravessou toda a área.
Pouco depois Tonel tem de sair lesionado, após uma entrada para vermelho, mas que Olegário transformou em amarelo (calma dizia ele, tenha calma...!!!), obrigando à estreia de Daniel Carriço, que esteve em bom plano, embora o trabalho também tivesse sido pouco. Derlei também entrou para o lugar de Abel, no forcing final em busca do golo, mas apesar de algumas oportunidades o mesmo não surgiu.
Pedia-se mais discernimento e concentração nas horas chave, lances que decidem partidas como esta. Faltam soluções no banco para resolver os jogos, falta criatividade, algo que jogadores como Celsinho ou Paim seriam capazes de dar à equipa, continuarei a bater nesta tecla porque é algo à vista de todos.
Os leões perdem mais 2 pontos por culpa própria e apesar do campeonato estar perfeitamente em aberto e ao nosso alcance, é preciso melhorar muito para que isso venha a suceder.

PS - Num pequeno à parte deste jogo, e enquanto me preparava para mais este desafio, assisti a parte do jogo entre a Naval e outra equipa da qual não me recordo o nome, mas de quem Paulo Catarro, comentador RTP deve ser fã, tal orgasmo e euforia com que anunciou os seus golos... enfim!!!

Futebol Formação

Iniciados (Fase Regular):
Benfica - 2 x SPORTING - 6
Marcadores:
Iuri Medeiros, Alexandre Guedes (2), Eric Dier, Carlos Mané(2);
Juvenis (Fase Regular):

SPORTING - 2 x E. Amadora - 2
Marcadores:
Mateus Coelho e William Carvalho;
Juniores (Fase Regular):

Oeiras - 1 x SPORTING - 1
Marcadores:
Amido Balde;

Comentário: Os iniciados cilidraram completamente os rivais da luz, uma goleada sem resposta. Os Juvenis desperdiçaram uma mão cheia de golos e depois viram o adversário empatar no final. Já os Juniores acusaram a fadiga do jogo da Liga Intercalar, tendo que ao intervalo abdicar de 3 unidades fundamentais na equipa. Aqui é preciso repensar a estratégia, o titulo de juniores é bem mais importante que a Liga Intercalar.

Modalidades

Futsal
SPORTING - 1 x Benfica - 1
Num jogo em que o Sporting foi claramente superior ao seu adversário, o golo do empate, conseguido a 20 segundos do final do jogo, deixou um sabor amargo e um sentimento de tristeza partilhado por todos os sportinguistas.
A equipa verde e branca entrou muito concentrada na partida, construindo inúmeras jogadas de perigo e obrigando, por várias vezes, Zé Carlos a defender com dificuldade. Aliás, a cinco minutos do intervalo, o Benfica já tinha cometido três faltas, ao contrário dos «leões» que de forma exemplar não precisaram de as cometer para criar perigo. E, no minuto 21, Deo consegue furar a defensiva encarnada colocando o Sporting em vantagem no marcador. Na jogada Davi rematou primeiro e, no ressalto, Deo acertou nas malhas da baliza adversária.
No reatar, o Sporting voltou a ter um maior domínio e poderia, por várias vezes, ter-se adiantado no marcador. Café, por exemplo, teve perto de o fazer a cinco minutos do fim, mas falhou o alvo. Depois, o Benfica que esteve sempre à procura do erro «leonino», consegue igualar o jogo a 20 segundo do término do jogo, por intermédio de Pedro Costa, numa situação em que o técnico André Lima colocou a sua equipa com cinco jogadores de campo, recorrendo ao guarda-redes avançado (5:4).
Como notas positivas do jogo pode dizer-se que a equipa «leonina» mostrou uma enorme atitude, procurou vencer e contou com a belíssima exibição de João Benedito que, não há sombra de dúvidas, é um guarda-redes de enorme valor.
Ténis de Mesa

SPORTING - 4 x ACM Coimbra - 2
SPORTING - 4
x Juncal - 2

24/10/08

Um pa(ç)o em frente

Com o plantel totalmente disponível pela 1ª vez na época e com a equipa moralizada pelas vitórias para a Taça de Portugal e Champions, o Sporting regressa à Liga Sagres onde terá uma partida difícil frente a um adversário "chato".
A deslocação a Paços de Ferreira, para além da importância que tem nos 3 pontos após 2 derrotas consecutivas, dirá muito do estado da equipa. Se voltaremos a ter uma equipa capaz de lutar pelo titulo, ou se há semelhança da época passada é uma equipa para disputar troféus a eliminar e incapaz de manter a regularidade.
Iremos encontrar um adversário difícil, que sobretudo no seu estádio complica e muito a vida à nossa equipa, um Paços que apesar da classificação tem vendido caras as derrotas e vem também de 2 triunfos consecutivos para Taça da Liga e Taça de Portugal. É uma equipa sólida e de combate, que apesar de ter perdido alguns dos seus melhores elementos e o criativo da equipa, fará deste jogo o ponto de viragem para uma época tranquila.
O Sporting terá de ter a postura defensiva que teve na Ucrânia, sem falhas, mas tem de assumir as despesas do jogo, tem de atacar desde cedo e tentar resolver a partida o mais rápido possível. A equipa tem de mostrar desde logo que quer a vitória, não dando hipóteses ao adversário de acreditar que é possível conquistar o que quer que seja.
Paulo Bento tem muitas opções e deve mudar alguma coisa em relação ao último jogo, Grimi deverá voltar à lateral, mantendo-se a dúvida entre Roca e Veloso no meio, embora o brasileiro pareça ter ganho a aposta com o último jogo.
Gostaria ainda de ver Vukcevic no lugar de Romagnoli e Postiga no posto de Derlei, mas isso já é mais difícil de suceder. Mas o importante mesmo é garantir os 3 pontos, o resto é conversa.
É um jogo para leões... mostrem-no...!!!

Rei da Europa

Na passada 4ª feira Liedson marcou o golo da vitória leonina na Ucrânia, um golo histórico pois passou a ser o jogador leonina com mais golos na Europa.
Liedson é uma figura incontornável do Sporting, um dos melhores avançados que já passou no nosso clube e que garante assim um lugar na história centenária leonina, pelos menos até ver...
A marca de 19 golos ainda sofrerá muitas alterações (assim esperamos) pois o Levezinho continuará a resolver.
Face a esta nova marca histórica, os antigos detentores da marca que durava há 36 anos tiveram as seguintes reacções:
Lourenço:
"Deixei de jogar em 1972 e ao fim de 36 anos foi batido o meu recorde! Ainda nem Liedson tinha nascido". "Felicito-o por ter feito tantos golos. Ele é um artilheiro de provas dadas"
Manuel Fernandes:
"Satisfeito por um jogador da qualidade de Liedson ter batido o recorde que detinha com Lourenço". "Nos últimos anos é o único que merece ser uma referência do Sporting, que há muitos anos não tem uma referência com a sua qualidade. É uma referência de assiduidade, eficácia, qualidade..."
Parabéns Liedson

23/10/08

Liga do Visconde

3ª jornada da Liga do Visconde concluída e eis que a classificação deu mais umas cambalhotas. No entanto, o 1º lugar permanece a cargo dos Mestres que cimentou a sua posição estando com 180 pts, na vice liderança surge agora a equipa do Gnitrops CP que depois de uma jornada negra sobe um lugar na classificação com 168 pts. A fechar o pódio está a equipa do Porquelho que com uma subida vertiginosa sobe do 11º ao 3º posto com 155 pts.
Ao cabo de 3 jornadas, o 1º lugar começa a ganhar alguma distância, estando neste momento centrada a emoção na luta pela 3ª posição. Vamos ver os próximos capítulos.
A equipa da casa encontra-se na 4ª posição coladinha ao pódio, classificação não condizente com os pergaminhos e qualidade da equipa e que foi alvo de uma cabala montada por Wenger e Benitez que não fizeram actuar Van Persie e Kyut. Este procedimento será tido em linha de conta pelo CJ da Liga do Visconde...
Dentro de 2 semanas, a emoção regressa...bons treinos!!!

Passo de gigante

O Sporting conseguiu ontem uma vitória importantíssima rumo à qualificação para a próxima fase da Champions. Não jogando bem, mas sendo uma equipa aguerrida, com capacidade de luta, sofrimento e bom posicionamento defensivo, a equipa leonina alcançou os seus objectivos.
Paulo Bento surpreendeu a apostar em Miguel Veloso como lateral esquerdo e Roca como trinco da equipa, mas na verdade e após algumas dificuldades iniciais, a equipa acabou por corresponder bem tacticamente, não permitindo ao adversário criar grandes lances de perigo.
O jogo teve uma 1ª parte mal jogada e com poucos motivos de interesse, sem lances de perigo, com o Shakthar a tentar atacar e o Sporting mais preocupado em segurar e controlar o jogo, daí que os lances de maior perigo para as 2 balizas tenham surgido em remates de meia distância.
Apesar do domínio ucraniano, o empate ao intervalo era o espelho do fraco espectáculo que se via no relvado.
No 2º tempo o jogo melhorou, o Shakthar voltou a entrar melhor e a criar perigo, sobretudo através da velocidade de execução dos laterais e criatividade de Fernandinho e Jadson, contudo a defesa leonina e Patrício iam chegando para as encomendas.
Perto dos 15" da etapa complementar 2 das melhores ocasiões do jogo, 1º Brandão solto de marcação tem um cabeceamento a rasar o poste da baliza leonina e em resposta, após excelente trabalho de Moutinho, Liedson cabeceia muito perto do golo na grande ocasião leonina até ao momento.
O jogo estava mais repartido, mas foi o Shakthar a criar novo lance de perigo com a bola a percorrer toda a área sem sofrer qualquer emenda. Este lance serviu de aviso aos leões que começaram a tomar conta do jogo, sobretudo após as entradas de Pereirinha e Grimi.
Com maior capacidade de posse de bola, o miolo leonina ia-se sobrepondo ao ucraniano e o Sporting controlava as operações, dando sinais que o empate seria um bom resultado.
No entanto aos 76" o Sporting ganha um livre à entrada da área, Rochemback bate para o seu interior, com Derlei a aproveitar a sobra e a servir Liedson de calcanhar, com o Levezinho a não desperdiçar a oportunidade de adiantar o Sporting no marcador e tornar-se o melhor marcador da história do Sporting na Europa.
Até final o Sporting soube sempre gerir o jogo, controlando as operações e mantendo a bola em seu poder, não dando hipóteses ao Shakthar para criar perigo.
Foi uma vitória importante, que nos deixa com um pé nos 8os de final da prova, mas que só terá significado com a vitória em Alvalade sobre os ucranianos, o que nos garantiria desde logo o apuramento.
A eficácia leonina foi desta vez decisiva apesar do equilíbrio do jogo, o que também se explica com o facto de Liedson estar em campo e a caminho do seu melhor. Na Liga, na Taça ou na Champions, o 31 resolve sempre...
Faltam 3 pontos para o apuramento. Força Leões.

Modalidades

Andebol
SPORTING - 29 x Porto - 29
A equipa de andebol do Sporting empatou a 29 golos com o FC Porto, em jogo a contar para a oitava jornada da fase regular do campeonato da liga.
Os pupilos de Paulo Faria, até meio da primeira parte, mantiveram a partida equilibrada (9-11), mas a partir desse momento, fruto de algum desacerto dos «leões» no ataque, a equipa portista conseguiu alcançar uma vantagem de 12-18, resultado com que a partida chegou ao intervalo.
No segundo tempo, o FC Porto ainda conseguiu alcançar uma diferença de nove golos (13-22), mas o Sporting partiu para uma excelente recuperação, relançando a partida, ao chegar ao empate a 27 golos, quando faltavam cinco minutos para o final. Esta espectacular recuperação deveu-se à maior agressividade na defesa e ao saber prolongar o tempo de ataque, onde o Sporting foi mais paciente, circulou melhor a bola e serviu com eficácia o pivot.
O empate deveu-se à atitude de uma equipa que nunca desistiu e na qual o crer foi preponderante. De realçar o crescente apoio que os adeptos «leoninos» deram à equipa, neste clássico do andebol português.

22/10/08

Apuramento a leste

O Sporting joga hoje um importante passo do seu futuro na Champions, perante o adversário directo na qualificação, conseguir na Ucrânia um resultado positivo pode ser fundamental no apuramento.
Espero que as palavras do técnico e dos jogadores sejam mesmo para cumprir à risca e não passem de conversa fiada para entreter jornalistas e adeptos. O Sporting deve e tem de lutar pelos 3 ponto sempre e até ao fim de qualquer jogo, se no final só conseguir um empate até pode ser positivo, mas a ambição tem de passar sempre pela vitória.
A equipa tem de ter a noção que terá pela frente um adversário complicado, mas acessível, uma equipa que actua num esquema semelhante ao Sporting e que tem no meio campo e ataque a sua grande arma, ao contrário, a sua defesa é bastante permeável e esse é um factor a explorar pelos leões, logo é preciso atacar e atacar.
Se o Sporting actuar no máximo das suas capacidades nada tem a temer, no entanto é preciso manter debaixo de olho Fernandinho, o maestro da equipa, Srna, Jadson e William, um meio campo onde impera o talento e criatividade brasileiras. No ataque Brandão é a referência e goleador da equipa.
Apesar de difícil, o Sporting tem todas as condições para dar um passo muito importante rumo aos 8os de final da Champions, assim queiram jogadores e técnicos.
Lista de convocados
Guarda-redes: Rui Patrício, Tiago e Ricardo Batista;
Defesas: Abel, Pedro Silva, Daniel Carriço, Polga, Tonel e Grimi;
Médios: Adrien Silva, Miguel Veloso, Rochemback, Pereirinha, Moutinho, Romagnoli e Izmailov;
Avançados: Derlei, Yannick, Postiga e Liedson.

Rumo ao Jamor

Decorreu há instantes o sorteio da IV Eliminatória da Taça de Portugal, sorteio esse que ditou que o adversário do Sporting fosse o FC Porto, numa reedição da final da taça da última temporada.
É claro que será uma final antecipada, mas que jogando em casa temos de vencer para seguir em frente e conquistar a taça pela 3ª vez consecutiva.
O Sporting costuma dar-se bem nos jogos a eliminar e nas últimas 4 vezes que defrontou este adversário, conquistou 2 Supertaças, 1 Taça de Portugal e só por uma vez foi eliminados, nas grandes penalidades com uma ajuda do senhor Olegário Benquerença.
Será um jogo difícil mas com um único resultado possível, a vitória.
Rumo ao Jamor!!!

21/10/08

O Mágico de Donetsk

Aproveitando o jogo do Sporting na Ucrânia, gostaria aqui de fazer uma pequena homenagem a um jogador que no pouco tempo que jogou de leão ao peito espalhou magia pelos relvados portugueses. Um jogador com um futuro brilhante, mas que um dia o destino atraiçoou, refiro-me claro a Cherbakov.
Cherba como era conhecido pela grande maioria de todos nós rapidamente conquistou a plateia de Alvalade, que vibrava com a elegância e magia daquele pé esquerdo. Era um jogador que actuava nas costas do avançado e fazia a diferença, "um esquerdino, excelente jogador" nas palavras de Robson, treinador leonino na altura.
Cherbakov tinha chegado à 1ª equipa do Shakhtar, realizou em 91 um Mundial de Juniores em Lisboa onde deu nas vistas, sagrando-se o melhor marcador da competição e cedo começou o assédio de vários clubes europeus no seu concurso. Chegou ao Sporting em 92 a troco de 500 mil dólares, cerca de 70 mil contos, uma verdadeira pechincha para tamanha qualidade.
Ano e meio depois deu-se o acidente que o atirou para uma cadeira de rodas e pôs fim a uma carreira auspiciosa e com largo futuro.

Formado nas escolas do Shakhtar onde começou aos 6 anos, Cherba só conheceu 2 clubes na vida, o Shakhtar e o Sporting, sendo portanto um homem de coração dividido amanhã à noite, mas que terá um dia feliz.
Hoje estará com a equipa e delegação leonina, quanto a mim só me resta agradecer a qualidade, a magia e a garra que sempre teve de leão ao peito e desejar-lhe as maiores felicidades.

Força Cherba.
video video

20/10/08

Por falar em militância...

Duas pérolas na mesma semana é obra, mas Filipe Soares Franco consegui-o. Ele que passa o tempo (é pouco é verdade, 1 hora diária no Sporting não dá para muito) calado, nos últimos dias desdobrou-se em entrevistas, onde havia tido esta frase "fenomenal":
Acha que um sócio do Sporting vai ver um jogo a Braga num domingo às 21h00? "Nem eu vou, e sou o presidente, se no dia a seguir tiver aqui uma obrigação às nove da manhã..."
Como um azar nunca vem só, FSF resolveu abrir a boca no fim de semana para nova frase "bombástica", previligiando o Portugal Masters em Golf, ao jogo do Sporting em Leiria:
"Não vim ver nenhum jogador. Vim ver o torneio de golfe em geral. Vou tentar passar um bocado da tarde por cá e vou ver o jogo da Taça cá em baixo".
Aí está o belo exemplo dado por alguém que fala em falta de militância e não percebe o porquê do afastamento dos adeptos e sócios...

Futebol Formação

Iniciados (Fase Regular):
SPORTING - 16 x Elvas - 0
Marcadores: Iuri Medeiros (6, 21 e 23 m), Edgar Ié (8, 11 e 22 m), Carlos Mané (13, 14, 29 e 34 m), Adonis Romão (37, 41, 57 m), Eric Dier (50 m), Frederic Maciel (55 m) e Armindo Bangna (61 m);
Juvenis (Fase Regular):
Oeiras - 0 x SPORTING - 2
Marcadores: Mateus Coelho (2);

Modalidades

Andebol
Águas Santas - 20 x SPORTING - 35
O Sporting regressou às vitórias no Campeonato da Liga de Andebol, ao «golear» o Águas Santas, no reduto do emblema maiato, por 35-20 (20-11 ao intervalo) no embate da abertura da sétima jornada, disputado, na tarde de domingo, 19 de Outubro.
Mais fácil do que se previa, o robusto triunfo amealhado pelos «leões» na casa de um adversário que se apresentou no palco da luta moralizado pelo sucesso alcançado no território do ABC. Por culpa, quase exclusiva, da transfigurada equipa «leonina», em plano destacadíssimo a defender – incluindo o guarda-redes, Humberto Gomes – e no desenvolvimento do contra-ataque, sem dúvida alguma, os «trunfos» responsáveis pelo fosso que, paulatinamente, se foi cavando no marcador, enquanto no ataque planeado sobressaíram as entradas do ponta-direita Fernando Nunes. Uma equipa serena, confiante que, quando acertou com as marcações à primeira linha contrária, reduziu, não só, a sua capacidade de remate, como, também, aproveitou as muitas falhas técnicas contrárias para se distanciar no resultado. Concluindo: três pontos muito bem ganhos e que podem relançar os «leões» rumo aos lugares cimeiros da classificação.
Automobilismo
Rodrigo Gallego campeão de F1 Históricos
Rodrigo Gallego sagrou-se campeão mundial de F1 Históricos pela quarta vez na sua classe (a terceira consecutiva), ao concluir a etapa do Estoril no quinto lugar da geral.
Com o seu March 761, e após as penalizações dos pneus que atiraram o piloto sportinguista para o quinto lugar da grelha de partida, Rodrigo Gallego realizou uma corrida segura, subindo de posições, ao longo das 17 voltas da corrida, terminando atrás do seu maior rival da classe B, o italiano Mauro Pane, que conquistou, no Estoril, o título de campeão do Mundo de F1 Históricos de 2008, à geral.
Gallego mostrou-se "orgulhoso" com mais uma conquista e grato com a "oportunidade de festejar frente ao público português no autódromo do Estoril."

He's back...

Está de regresso o Levezinho e o Sporting ressente-se disso. Os leões triunfaram em Leiria de forma justa, escassa e praticando um futebol de qualidade mais aceitável. É certo que a União está longe de outros tempos, mas não deixou de ser importante a vitória, bem como a injecção de moral na equipa.
O Sporting apresentou-se em Leiria com poucas novidades, Tiago na baliza e Liedson na frente, sendo que as maiores foram a titularidade de Pedro Silva e a "estreia" de Roca no banco, Carriço não foi opção.
Os leões rapidamente assumiram o controlo do jogo no intuito de resolver cedo a partida. Izmailov de regresso ao miolo traz outra criatividade e amplitude ao jogo leonino que se traduz numa melhora substancial da qualidade de jogo e intensidade ofensiva. Foi por isso sem espanto que o ímpeto atacante leonino começou a mostrar serviço e aos 24", numa bomba de Polga à trave, o auxiliar invalida mal um golo a Postiga por pretenso offside, situação que o mesmo auxiliar repetiu erradamente mais 3/4 vezes, levando a concluir que não foi intencional a decisão, é estupidez e aselhice mesmo.
No entanto poucos minutos depois dá-se o regresso de Liedson com os golos, o Levezinho solta-se de um adversário, é rasteirado, o árbitro não assinala, ele levanta-se e fuzila a baliza leiriense, um golo à Liedson, perante a estupefacção da defesa contrária.
A equipa leonina controlava as operações como queria, perante um adversário que nunca criou perigo, nem incomodou Tiago.
No 2º tempo, mais do mesmo, o Sporting em busca do 2º golo e de maior tranquilidade que lhe permitisse gerir o jogo de outra forma, algo que nunca aconteceu devido à ineficácia leonina, mas também devido à grande exibição de Fernando que negou por várias vezes o golo aos leões.
Este foi aliás o ponto mais negativo do Sporting, não pode uma equipa com aspirações desperdiçar tantas ocasiões soberanas de golo.
Objectivo cumprido, exibição agradável e subida dos índices de confiança da equipa. Liedson está pronto e é um grande reforço, Izmailov e Vukcevic também estão de volta e com eles a magia e criatividade que tem faltado à equipa.
Segue-se agora um adversário difícil, mas ao nosso alcance.

17/10/08

Em defesa do caneco

O Sporting inicia amanhã em Leiria a defesa da Taça de Portugal, que conquistou nas últimas 2 edições. Um jogo que será mais complicado do que aparenta e onde será preciso uma atitude séria desde o 1º minuto.
Os leões devem ter uma entrada forte no jogo e tentar resolver o mais cedo possível a partida, pois o adversário nada tem a perder e dentro de 3 dias há uma partida muito importante na Ucrânia. Sendo quase certo que a equipa apresentará algumas alterações em relação ao habitual, é importante que esses jogadores aproveitem para mostrar serviço e não desperdiçar a oportunidade, tornando o jogo num problema difícil.

Na baliza deve alinhar Tiago (até hoje ainda não percebi a contratação de Ricardo Batista!!!), na defesa Tonel está seguro, Abel e Grimi devem alinhar nas laterais, embora um deles possa ceder o lugar a Pedro Silva e Polga é a dúvida, sendo que na minha opinião deveria alinhar Carriço, por forma a poupar o brasileiro para Donetsk e dar uma oportunidade a um valor de futuro.
No meio campo Moutinho é intocável, Izmailov regressa, sobretudo para dar qualidade e readquirir ritmo competitivo, Pereirinha deve ter a sua oportunidade e Romagnoli deve fechar o miolo, embora tanto Veloso como Roca possam jogar de inicio.
No ataque Liedson é uma certeza, resta saber quem será o seu companheiro. Eu apostava em Postiga ou Yannick.

De realçar as ausência de Rui Patricio por opção, Stojkovic por ....., Caneira por lesão e Vukcevic por alegada gripe.
O importante mesmo é a equipa apresentar alguma qualidade de jogo, garantir o apuramento e ganhar moral para as batalhas futuras e muito importantes.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Tiago e Ricardo Batista.
Defesas: Grimi, Daniel Carriço, Polga, Pedro Silva, Tonel, Abel.
Médios: Izmailov, Miguel Veloso, Pereirinha, Rochemback, João Moutinho e Romagnoli.
Avançados: Derlei, Yannick Djaló, Hélder Postiga e Liedson.

16/10/08

Ai Portugal, Portugal...!!!

Num jogo onde ganhar era obrigatório, novo escândalo nacional. Uma exibição paupérrima, um mar de equívocos, jogadores que pensam que o nome basta para ganhar jogos, um treinador receoso e com medo de dar a cara, um jogador que "foge" a meio da entrevista porque não gosta da pergunta e um presidente que assim que vê a coisa mal parada dá de frosques... mau de mais.
Com tudo isto, venham agora os críticos de Scolari dizer de sua justiça, sim porque ele está em Londres a rir à fartazana.
Agora expliquem-me como se eu fosse muito burro, como é que uma selecção que defronta uma equipa medíocre e fechadinha cá atrás passa 60" a jogar com 4 médios (Danny, Moutinho, Meireles e M. Fernandes) pelo corredor central e sem alas para abrir o jogo?

O que faz Ronaldo na frente, quando é nas alas que ele desiquilibra?

Como é que jogamos 75" com 4 defesas?

E como é jogamos o jogo quase todo com um só avançado, sendo o menos móvel deles todos, tendo ficado novamente o Yannick na bancada?

Afinal parece que ainda há muita porcaria para limpar na FPF!!!
Tá na hora de comprar a calculadora e com pilhas duracell, porque vai ser necessária mesmo até ao fim, ou não a continuar assim...

13/10/08

A "Desertificação" de Alvalade

O alarme para o afastamento entre adeptos, equipa e clube já soou. São cada vez menos os adeptos a deslocarem-se a Alvalade (média entre 26.000 e 28.000 adeptos esta época), os bilhetes de época (Gameboxes) atingiram os valores mais baixos desde a sua criação e o n.º de sócios não aumenta de acordo com o previsto no lançamento no novo cartão S3G (o Sporting tem cerca de 97000 sócios, mas só 55000 são pagantes).
Apesar do Presidente dizer que não encontra explicação para estes números, eu vou dar-lhe algumas dicas e razões para as fracas adesões a tudo isto:
- A crise financeira - Ninguém fica alheio a este problema e a ida ao estádio é cada vez mais um bem supérfluo que será substituído por outros de maior necessidade;
- O espectáculo
- A equipa leonina não exibe um futebol que atraia multidões e isso reflecte-se ainda mais quando a equipa não ganha, logo é natural que ninguém queira pagar muito para ver pouco...;
- Os Preços
- Assistir a um jogo de futebol em Portugal é um roubo. Somos dos países europeus onde os bilhetes atingem valores mais elevados e somos dos que menos condições para pagar isso temos. Aliado ao valor dos bilhetes, os restantes valores inerente a uma ida ao estádio, comes e bebes e viagens e portagens, é que nem todos somos de Lisboa...;
- Os horários
- Mais uma vez se põe a questão geográfica, quem é que longe de Lisboa vai ver um jogo ao domingo à noite quando ao outro dia é preciso ir trabalhar? Quem diz ao domingo, diz à 2ª ou 6ª feira.
- Os núcleos
- Onde pára essa enorme força leonina pelo País? Que é feito dos núcleos sportinguistas que faziam fervor na mais pequena terreola de Portugal? É por demais evidente que o afastamento do clube e núcleos se repercute nas assistências leoninas. É preciso recuperar urgentemente esse bastão leonino e voltar-mos a ter os "nossos cantinhos verdes" espalhados pelo país a funcionarem em pleno, com interacção permanente com o clube.
É preciso mudar urgentemente este cenário, voltar a encher Alvalade, recuperar a mística sportinguista.
Nesse contexto deixo algumas sugestões para combater esses problemas:
- Treino semanal aberto aos sócios e adeptos no Estádio de Alvalade, um dia onde os sócios pudessem estar próximos da equipa, ver os seus craques, interagir com eles. Um dia de promoção juntos dos adeptos, com treino, contacto com os jogadores e sessões de autógrafos da FanLab;
-
Atrair novamente os núcleos sportinguistas espalhados pelo país ao estádio, quer através de campanhas atractivas ou promoções. O Sporting convidaria semanalmente alguns núcleos a virem a Alvalade através de um bilhete especial para esse efeito. Era uma forma de muitos sportinguistas virem a Alvalade e de todos vermos o estádio cheio semana após semana;
-
Reduzir o preço dos bilhetes sobretudo nos jogos em que os níveis de dificuldade são aparentemente menores, de forma a cativar o público para esses jogos de "menor" interesse. Seria melhor quer para a equipa, quer para todos nós;
-
Promoções e descontos para os sócios e adeptos que vivem longe de Lisboa, para que possam ver o seu Sporting a um preço mais acessível, combatendo os gastos das viagens e portagens. Algo que dê realmente vantagens aos sócios correspondentes, o que não sucede neste momento. Que beneficio tem um sócio correspondente que paga 55€ para ter direito a 4 bilhetes a preço de sócio? Não seria mais aliciante para esse sócio ter por exemplo a oferta de 2 bilhetes para um jogo em Alvalade? Pagaria o mesmo, mas pelo menos uma vez por ano iria ver a sua equipa ao seu estádio;
-
Um cartão de sócio que dê vantagens directas, algo que seja visível em cada utilização. Por exemplo em vez de acumular pontos em combustíveis, que tal usufruir desse desconto na hora?
-
Por último uma medida de difícil realização, a construção de um pavilhão junto ao estádio que permitiria o regresso das romarias verde e brancas nos fins-de-semana em Alvalade. Ver novamente famílias inteiras, que passavam o dia vendo as diversas modalidades do seu clube, numa amostra de verdadeiro clubismo. Seria o regresso de alguma mística verde e branca.
Comentem, critiquem, dêem sugestões e opiniões acerca deste tema.

Futebol Formação

Iniciados (Fase Regular):
SPORTING - 8 x E. Amadora - 1
Marcadores: Miguel Rodrigues, Eric Dier, Frederic Maciel, Alexandre Guedes, Filipe Chaby, Rafael Floro e Carlos Mané (2).
Juvenis (Fase Regular):

SPORTING - 3 x Benfica - 0
Marcadores: Alexis, Danilo Serrano e Mateus Coelho;

10/10/08

Palavra de Presidente

Hoje é dia de entrevistas de Soares Franco, Diário Económico, Record e Diário de Noticias, é só escolher a capa, pois o conteúdo é semelhante.
Vou deixar algumas ideias chave das palavras do Presidente da SAD Leonina (deixei a surpresa para o fim...).
O Passivo - "Disse que resolvia a questão do património não financeiro do Sporting e que vendia e abatia passivo, que reestruturava o Sporting, nomeadamente na sua estrutura e na sua organização, o que nós fizemos. Disse que resolvia o problema com a câmara municipal de Lisboa, que está em vias de ser resolvido, e com isso materializar esse desfecho com a efectivação da venda dos terrenos à MDC. Garanti que não vendíamos activos e só vendemos até hoje o Nani. Continuámos a apostar na formação e a valorizar os nossos activos."
Onde é que foi utilizado o dinheiro da venda de património não desportivo?
"Para reduzir passivo e para financiar a actividade, porque a actividade é deficitária."

Sócios e adeptos - "Eu acho que a única maneira que eu tenho para medir o êxito tem a ver com o crescimento da família sportinguista, ou seja, sermos mais do que éramos antigamente, e sermos melhores e maiores na assistência aos jogos. E hoje a minha avaliação não é positiva. Nós temos 94 mil sócios e só cerca de 55 mil é que são pagantes. Destes, só à volta de 30 a 35 mil é que são sócios efectivos, com mais de 18 anos. Portanto não posso ter uma avaliação positiva."
"O Sporting não consegue passar uma mensagem de militantismo para os adeptos, e isso é que me preocupa e leva-me a fazer uma avaliação não positiva do meu desempenho. Considero um fracasso." - E que tal um conjunto de medidas que alterem isso? Eu vou explicar num post a seguir como se faz...fique atento.
Gameboxes - "Primeiro, mesmo que eu quisesse responsabilizar o Dr. Pedro Afra pelo inêxito disto não o faria, porque quem o escolheu fui eu. Portanto a responsabilidade é sempre minha, ponto final parágrafo. Mas a primeira coisa que nós temos de fazer é perceber porque é que isto acontece. Eu acho que ainda não encontrámos uma explicação." - Eu faço um desenho (preço bilhetes + horário jogos + futebol praticado = Assistência reduzida). Capiche?

Oposição - "Nunca tive da parte de nenhum membro que seja face visível da oposição a apresentação de um projecto de alternativa. Corro o risco de ser injusto. Mas acredito que se o Sporting não tivesse tomado as medidas que tomou há três anos, hoje, face à realidade actual do mundo, podia estar em riscos de estar numa situação muito parecida à que esteve o Boavista, o incumprimento total das suas obrigações." - Um dos grandes males do Sporting, oposição inexistente ou credivél...

O Futebol - Como espectador de futebol, aprecia a forma de o Sporting jogar actualmente?
"Eu não lhe sei dizer isso, com toda a sinceridade, porque assistir aos jogos na condição de presidente é completamente diferente de assistir na condição de adepto. Porque eu sofro muito pelo resultado, porque o resultado é o êxito do Sporting e o êxito do Sporting é o êxito também da própria Sporting SAD. E portanto, muitas vezes não consigo ter uma total isenção a ver um jogo, atendendo à ansiedade de o Sporting ganhar. Portanto não sei, com toda a sinceridade." - Deve ser do fumo do charuto que não deixa ver bem...

Vukcevic - "Esse é um tema que é fundamentalmente dirigido pela equipa técnica e pelo director desportivo. E tem a minha total confiança, não vejo razão nenhuma para ter que intervir directamente. Mas deixe-me deixar uma mensagem muito clara: nós quando contratamos um jogador temos que cumprir esse contrato e na SAD somos todos solidários com as nossas obrigações, independentemente do jogador ter dificuldades na adaptação ou de sofrer uma lesão grave. Mas isto é uma face da moeda. A outra também existe, que é as obrigações dos jogadores para com a sociedade que o contratou. Se assinou um contrato tem que o respeitar."
"Não é legítimo não respeitar um contrato. Ele tem que estar sujeito à competitividade interna, às opções do técnico, e só tem que ter boa cara e espírito de integração para cumprir o seu contrato como deve ser."
- Aqui de acordo, assina de livre vontade, só tem de cumprir.

Stojkovic - "O problema do Stojkovic até é simplicíssimo de explicar. Ele não se integrou bem dentro do quadro e dentro do grupo de trabalho. Não resultou. Acontece. No mercado, o Sporting não lhe colocou entraves para arranjar um novo clube, desde não façamos menos valia por aquilo que pagámos. Teve três meses para resolver o problema e não o resolveu. Pergunto-me porquê? Se é um excelente activo, um excelente guarda-redes, não tem mercado? Não consegue ter um clube? E a responsabilidade é da Sporting SAD, que lhe deu todas as condições para ele sair? Ai isso não é! Por isso, regressou e foi inscrito até na Liga dos Campeões." - E tem o Sporting um activo parado!!! Cedê-lo não, assim rende mais...

A pérola - Acha que um sócio do Sporting vai ver um jogo a Braga num domingo às 21h00? "Nem eu vou, e sou o presidente, se no dia a seguir tiver aqui uma obrigação às nove da manhã..." - Esta nem merece comentário, mas que é isto...!!!!!

08/10/08

O bode expiatório

O Sporting vive um momento (mais um) de instabilidade emocional e de resultados. Uma equipa que iniciou a época com grande fulgor, conquistando a Supertaça e 3 vitória consecutivas na Liga, vê-se agora e após 2 derrotas consecutivas com os principais rivais, num clima de guerra, onde já nada é bom e tudo é posto em causa.
Apesar de não concordar com todas as criticas feitas, muitas deles são justíssimas, a equipa tem de jogar mais e melhor e sobretudo tem de demonstrar vontade e ambição de vencer. Não obstante, é preciso ver que esta "crise" de maus resultados e exibições aconteceram quando a equipa estava privada de Caneira (elemento fundamental para a estabilidade defensiva), Izmailov e Vukcevic (os criativos e desequilibradores do meio campo), o que demonstra mais uma vez que o plantel leonino é curto e algo desequilibrado (Celsinho e Paim eram capazes de dar jeito) e aí sim, a culpa é de Paulo Bento.
No entanto este post tem como alvo outra pessoa e que tem sido criticado e apontado por muitos como um dos males para o Sporting estar nesta situação, de seu nome RUI PATRÍCIO.
Parece-me que o Patrício é o bode expiatório para o momento actual do Sporting. A equipa não joga, não rende e não ganha e a culpa é do Patrício.
Se Paulo Bento embirrou com Stojkovic, agora foi o público leonino a fazer birra com o jovem leão. Na minha opinião, Patrício já denota uma grande evolução em relação à última época, ainda não teve erros clamorosos como os que nos custaram pontos em Setúbal, em Alvalade com o Leiria, com o Leixões, etc.
Ao invés disso já deu pontos ao Sporting esta temporada, mas a memória é curta e é sempre mais fácil criticar os mais fracos.
Eu faço um apanhado dos pontos que já nos assegurou esta época:
- Supertaça ( Melhor em campo a par de Yannick. Um jogo enorme no qual defendeu uma GP que foi decisiva para o resultado final);
- Belenenses (Salvou em 2 ocasiões o golo eminente, com o resultado em 1-0);
- Basileia (Evitou o empate com uma mancha enorme);
Resultado, um troféu, 3 pontos na liga, 3 pontos na champions e 600 mil euros nos cofres do clube...é mau!!!?
Vamos é apoiar todos o nosso clube, aquela camisola e aquele símbolo são demasiado importantes para serem assobiados e vaiados, isso nunca...

Curtas e boas

Porque ainda existem noticias positivas para o nosso clube, umas surpreendentes e outras mais animadoras.
Se esta e esta me elevam a moral e dão confiança para continuar a acreditar que somos capazes de chegar ao objectivo ambicionado.
esta, apesar de bastante interessante, parece-me pouco credível.

06/10/08

Futebol Formação

Juvenis (Fase Regular):
Odivelas - 0 x SPORTING - 2
Marcadores:
Miguel Serôdio e André Oliveira;
Juniores (Fase Regular):
Farense - 0 x SPORTING - 4
Marcadores:
André Martins, Renato Neto (2) e Renato Santos;

Modalidades

Andebol
ABC - 25 x SPORTING - 22
Não correu da melhor forma a estreia do técnico Paulo Faria no comando da equipa leonina. Depois de uma 1ª parte excelente, chegando a estar a vencer por 17-12, a equipa desconcentrou-se, permitiu o empate e a reviravolta no marcador.
Alinharam e marcaram pelo Sporting – Humberto Gomes e Ricardo Correia; Vladimnir Bolotskih, Bruno Moreira (2), Bosko Bjelanovic (8), Pedro Cruz (5), Nuno Roque, Ricardo Dias, João Pinto (2), Andrey Vasyuk (2) e Fernando Nunes (3).

Um filme já rodado

O Sporting voltou a desiludir perante um adversário directo, deitando a perder em 2 jogos o que de bom tinha conseguido e esbanjando uma oportunidade única de ter deixado os adversários directos na luta pelo titulo a 7 pontos. Ao invés disso perdeu ambos por culpa própria e está já em desvantagem pelo menos para um deles.
O filme a que assistimos ontem, foi uma "película" já rodada em Alvalade diversas vezes o último ano e ao qual havíamos retomado na 4ª feira passada. A equipa leonina insiste em dar 45" de avanço aos adversários, jogando de forma apática, sem vontade e ambição, sem garra e só quando o cenário fica em tons escuros, decide ir em busca do prejuízo, o que muitas vezes resulta no desfecho de ontem, numa derrota.
O jogo foi fraco e o Porto não foi superior ao Sporting, mesmo jogando mal, mas cumpriu tacticamente, não cometeu erros, foi eficaz e teve atitude para rectificar a humilhação do último jogo. Ao invés, o Sporting deixou o tempo correr, ofereceu a vantagem em bandeja de prata ao adversário (como é possível Grimi...!!!!???) e só recorreu ao espírito de luta e sacrifício quando a tarefa estava bastante complicada. Assim vai ser difícil atingir o objectivo principal.
Paulo Bento diz que os campeonatos não se ganham em Outubro, tem razão nisso, mas a desperdiçar pontos da forma displicente com que o Sporting nos vem brindando, ainda mais perante adversários directos, o resultado final será mais difícil de concretizar.
Espero que a equipa aproveita a pausa no campeonato para por a cabeça no lugar e de seguida arrancar para uma série vitoriosa que galvanize os adeptos e eles próprios a acreditar que realmente o titulo não é uma miragem. Eu acredito e vocês...?
Ilações após a partida:

- Yannick não é, nem nunca será um 10, porquê insistir nisso? Sobretudo num jogo em que era necessário ter a bola em nosso poder, e onde o meio campo adversário ganhou ascendente devido a essa vantagem numérica no meio campo;
- Postiga assinou algum contrato para actuar só 70"? Não percebo esta embirração, que fez Derlei (para além de falhar o empate de forma escandalosa) para continuar em campo? Basta correr?
- O meio campo leonino sem Izmailov e Vukcevic não tem arte, nem magia. Moutinho não seja para as encomendas. Não daria jeito Celsinho nesta equipa? Ou Paim?

03/10/08

Curtas e boas

Boletim Clinico
O panorama continua cinzento face ao clássico do próximo domingo, se por um lado Izmailov e Rochemback estão aptos, apesar de algumas cautelas, Caneira é carta fora do baralho e Polga e Vukcevic estão em dúvida continuando a fazer tratamento na esperança de recuperarem a tempo.
Com todos estes problemas e mais alguns que possam surgir, o Sporting tem condições para vencer o jogo, haja vontade e garra de leão.
Selecções
Tonel foi a surpresa leonina na convocatória da Selecção Nacional A. É assim o regresso do central leonino ao clube nacional, onde contará com a companhia de Moutinho e Yannick que continua a merecer a confiança do seleccionador, mais que não seja no banco e na bancada.
Já para os sub-21, onde se opera uma revolução após o fiasco que foi a não qualificação para o próximo europeu da categoria, foram 3 os leões chamados, Rui Patrício, Daniel Carriço e Pereirinha.

02/10/08

Liga do Visconde

Está concluída a 2ª jornada da extasiante Liga do Visconde e a classificação já sofreu algumas reviravoltas. O 1º lugar é agora ocupado pela equipa dos Mestres e o 2º posto pela equipa Soleber, os vitoriosos da jornada com 63 pts e coladinhos no topo com 120 e 119 pts respectivamente. A fechar o pódio surge a equipa do Gnitrops CP que foi destronada do trono caindo para a 3ª posição com 106 pts.
Apesar da prova ainda estar no inicio, e existir algum equilíbrio na luta pelo 3º posto, os 2 primeiros começam já a destacar-se, embora me pareça que existem factores externos determinantes nesta matéria, estando o CJ da Liga do Visconde a analisar a situação, nada que não se resolva portanto...!!!!
A equipa da casa e campeã em titulo, já encetou a sua recuperação, subindo algumas posições na tabela, colando-se ao pódio, algo que concretizará na próxima ronda...
A emoção está de volta brevemente...

A 2 velocidades

O Sporting cumpriu a sua obrigação e venceu o Basileia no jogo de estreia da Champions 08/09 em Alvalade. Uma partida morna, jogada em ritmo baixo e a 2 velocidades, em que apesar de algum azar, a sorte acabou por sorrir aos leões. Frente a um adversário limitado, exigia-se mais a uma equipa leonina sem garra, com pouca atitude e muito lenta e previsível, acabou por valer pela 2ª metade, pelo resultado e pelo prémio conquistado.
Os leões entraram em campo com a missão de tentar resolver cedo a partida de forma a esquecer o último jogo e poupar esforços a pensar no próximo jogo, mas ao invés, o Sporting apresentou-se lento, sem ideias e com grandes dificuldades em criar desiquilibrios na defesa adversária. Foi uma 1ª parte sem grandes motivos de interesse, onde em raras as ocasiões a equipa leonina conseguiu criar perigo e onde a equipa suíça se limitou a defender e a tentar incomodar nas bolas paradas.
Foram 45" de avanço que o Sporting deu ao adversário, quando se exigia precisamente o contrário de forma a poder depois gerir o jogo e recuperar energias para o clássico de domingo. Neste período destaque apenas para a linha da frente, Postiga e Derlei, que iam tentando criar perigo e para Moutinho, o mais inconformado e que tentava empurrar a equipa.
Para o 2º tempo, Rochemback deu o lugar a Vukcevic e a equipa apresentou desde logo outro ritmo, uma maior amplitude no ataque e sobretudo maior vontade em resolver as coisas. Sequência disso mesmo, foram algumas boas ocasiões desperdiçadas, entre as quais uma bola ao poste de Postiga após bom trabalho de Vuk e Moutinho. Se neste lance o azar nos bateu à porta, minutos depois foi a sorte que salvou o Sporting de trabalhos mais forçados, Romagnoli entra na área após passar 2 adversários e quando tenta chutar, um desarme do defesa suíço leva a bola a embater num colega e a fazer um grande chapéu a Constanzo. Estava feito o mais difícil.
Com vantagem no marcador, o Sporting teve mais facilidade em criar perigo e mais espaços na defesa adversária, mas não soube aproveitar esses mesmos espaços, nem controlar o jogo da melhor forma, permitindo que o Basel por 2 ocasiões tivesse tido o empate nos pés, valeu Patrício.
Já perto do fim Romagnoli, que depois de 45" a dormir fez uma grande 2ª parte, tem um passe suberbo a isolar Derlei que não desperdiçou e sentenciou o desafio. Com o 2-0, os leões ainda dispuseram de mais ocasiões para ampliar o resultado, mas revelaram alguma ineficácia, algo que preocupa.
No geral o Sporting cumpriu o objectivo principal, embora não o tenha feita da forma mais adequada. O nível exibicional foi mediano e exige-se mais a esta equipa, até porque os adversários não serão sempre tão "simpáticos". Esta vitória deixa o Sporting em igualdade pontual com o seu principal opositor, sendo por isso as próximas 2 jornadas quase decisivas no que ao apuramento diz respeito. Não perder na Ucrânia é positivo, ganhar será um passo de gigante na qualificação, mas para isso será necessária sobretudo outra atitude.
Notas Soltas:
- O mau momento de Rochemback, o brasileiro "emperra" o jogo leonino e está longe do que pode fazer, isso foi visível na 2ª metade do desafio, à semelhança do que sucedeu no galinheiro;
- Os assobios em Alvalade, todos queremos que a equipa joga mais e melhor, mas é nas alturas menos boas que temos de incentivar, não quando estamos a ganhar 2-0, isso é fácil;
- O italiano que apitou o jogo e permitiu aos suíços distribuir fruta com força, isto depois de ter mostrado um amarelo ao Grimi na sua 1ª falta e quando a mesma não foi além do razoável;
- A substituição de Postiga já começa a ser sintomática, sendo que na minha opinião estava a ser um dos melhores do Sporting, isto apesar de Derlei ter acabado por fazer o 2-0, não percebo...;

01/10/08

Vencer, vencer...e vencer

O Sporting joga hoje frente ao Basel o seu 2º jogo europeu da época, um jogo crucial nas aspirações leoninas na prova, um jogo onde a palavra de ordem é só uma: vencer, vencer e vencer.
A vitória é o único resultado possível, frente à equipa menos cotado do grupo, onde teremos de somar 6 pts nos confrontos directos, 3 deles já hoje.
A derrota em Barcelona e a derrota do Basel frente ao Shaktar na Suiça, fazem com que este jogo tenha ganho uma importância adicional, qualquer perca de pontos hoje será muito prejudicional para a passagem à fase seguinte da prova.
Esperemos que a equipa dê uma resposta à altura, pela importância que a vitória assume, pelo dinheiro e prestigio que ela garante ao clube e porque os adeptos também precisam de uma injecção de moral após o resultado do passado sábado.
Nos eleitos realce para o regresso de Vukcevic e para as ausências de Caneira e Izmailov por lesão.

Convocados:
Rui Patrício e Tiago;
Polga, Tonel, Abel, Grimi, Carriço e Pedro Silva;
Miguel Veloso, Rochemback, Vukcevic, Romagnoli, Moutinho e Pereirinha;
Liedson, Djaló, Postiga e Derlei.