29/09/08

Ineficaz e sem opções

O Sporting sofreu a sua 1ª derrota na prova na deslocação ao galinheiro, num jogo equilibrado, onde até entrou melhor na partida, mas onde revelou enorme ineficácia, cometeu um erro fatal e não teve soluções para alterar o rumo dos acontecimentos.

Os leões entraram a mandar no jogo e logo no minuto inicial Djaló teve nos pés uma ocasião soberana que mudaria o rumo dos acontecimentos e mais tarde foi a vez de Postiga ser demasiado lento e permitir a antecipação da defesa do recreativo. O jogo entrou então num maior equilibrio, havendo perigo e ocasiões de golo em ambas as balizas.
No 2º tempo o equilibrio manteve-se, o Sporting procurou uma toada de maior contenção tendo sair em rápidos ataques para chegar ao golo, mas o plano saiu furado, o recreativo da luz, fruto das substituições ganhou algum ascendente e passou a ter mais posse de bola no meio campo, resultando isso no golo inaugural, um belo remate diga-se.
A equipa leonina ficou desorientada e não sob reagir à adversidade, sofrendo o 2-0 poucos minutos depois numa clara falha de marcação.
As ausências de Caneira, Izmailov e Vukcevic fizeram-se notar, sobretudo na hora de reagir, onde o leque de opções era bastante curto.
Os leões ainda viram o regresso do levezinho, mas nessa altura já se jogava mais com o coração do que com a cabeça e a falta de descernimento a nada levou.
O Sporting sofreu assim o seu primeiro revés na temporada fruto de ter falhado em momentos cruciais da partida, não marcou quando teve oportunidade para isso e depois facilitou a vida ao adversário num momento em que controlava a partida antes do ataque final. Faltou alguma maturidade e ambição há nossa equipa, sobretudo na 2ª parte.
Agora é tempo de levantar a cabeça e fazer de Alvalade um autêntico inferno, onde temos 2 jogos muito importantes e para vencer a todo o custo.
Continuamos na liderança...rumo ao titulo!!!!

13 rugido(s):

nMatos disse...

Vamos ser campeões! Temos de ser!
Exige-se que um SCP com a mesma espinha dorsal, o mesmo treinador, e uma equipa entrosada seja finalmente uma equipa vencedora e não um eterno pretendente.

Um adepto das gaivotas dizia-me há tempos que nós não somos exigentes o suficiente... e se calhar não somos... com esta equipa, com esta estrutura, temos de ser campeões, não há desculpas...

Sporting sempre!!!

Gnitrops disse...

Correu mal...mas o que lá vai lá vai!

Venha o Basel e o Porto!

Abraço

PSN disse...

Caro Visconde,

Não faço uma análise tão óptimista ao desempenho do Sporting (sobretudo na 2a parte).

Com efeito, considero que a vitória do slb não se deve a mérito das galinhas, mas mais a demérito nosso. Foi uma apatia, uma falta de raça e de garra constrangedoras...

Contudo, concordo com a sua conclusão. Acho que nada está perdido. Conservámos o primeiro lugar e, no final de contas, perder na luz, tem fazer sempre parte do prognóstico...

O que custa foi perder nestas condições...Ainda para mais, tão cedo não apanharemos um slb tão fraquinho...

Aguardemos, com confiança, as cenas dos próximos capítulos...

Abraço

Visconde disse...

Caro PSN

Não é ser optimista, mas penso que na 1ª parte não estivemos assim tão mal, e caso tivessemos aproveitado uma das oportunidade de golo que tivemos o resultado seria outro. Na 2ª metade realmente a equipa perdeu fulgor, deixou de pressionar, fomos algo apáticos, sobretudo quando ficamos em desvantagem no meio campo.
Mas o objectivo mantém-se inalterado, e para isso nada melhor que vencer o Basel e o Porto.

Abraço

fantasma do Óculo disse...

Caro Visconde,

'Tou a ver que não tens costela de Zandinga: nem euromilhões, nem resultado. Deixa lá, pelo menos tens jeito para a escrita.

Quanto ao jogo, chateou-me mesmo ver o Rochemback a tagarelar com o árbitro no momento do lançamento que deu origem ao 1º golo.

Bem... não há-de ser nada...

Abraço Leonino!

Pedro Pita disse...

Amigo Visconde,

Temos opiniões diferentes, mas isso faz parte da vida.

O Sporting perdeu por uma única razão: falta de treinador. Com Quique Flores no banco ganhávamos nas calmas! Quique venceu Paulo Bento aos pontos- até porque tinha uma equipa reduzida à mediocridade na defesa. Ah, e o Benfica, por muito que nos custe, foi a única equipa que tentou vencer, e não empatar.

Na primeira parte se tivessemos apertado um bocadinho tinhamos dado uns dois ou três. Foi miserável a atitude da equipa, jogando cheia de medo perante um adversário de rastos. Com outro treinador teriamos ido para cima deles do primeiro ao último dos 45 minutos!...

Foi absolutamente incrível a lentidão a reagir à entrada de Katsoranis no inicio da segunda parte, de uma incompetência a todos os titulos lamentável. Estava a ver o jogo com o meu pai, e estamos a dizer desde o principio da segunda parte que iriamos sofrer um golo, mais minuto menos minuto. Não foi um golo casual, mas sim um golo lógico, fruto de um claro domínio da partida. Daí que sejam lamentáveis as declarações de Paulo Bento no final.

Confirma-se o que penso: Roca( gordo como uma baleia), Romagnoli( uma nulidade) e Moutinho( mais uma vez voltou a ser um verbo de encher. Jogar para o lado e para trás é com ele! Para além disso é um sabujo reles que não merece envergar a braçadeira, e o principal responsável pelos problemas recentes da equipa, ponto final.) têm que passar uns tempos no banco para voltarem a jogar melhor daqui a uns tempos.

Como destaques positivos temos o Veloso( os tempos no banco fizeram-lhe bem), o Postiga( muito bem, grande exibição. Não se percebeu porque saíu) e pouco mais. Foi um jogo muito pobre- contra um adversário de rastos, com dois putos de 18 anos como centrais. Não percebi aquela "estratégia"(?!) de mandar bolas em profundidade por tudo e por nada na primeira parte. Normalmente a melhor equipa joga junto à relva. Enfim... Custa dizê-lo( custa MESMO): vitória jutissima e pelo resultado correcto do Benfica. O Sporting não fez para merecer mais.

Um abraço

PSN disse...

Visconde,

Então estamos de acordo.

Sendo que, no fundo, o que interessa é que, por ora, nada está perdido.

Temos de ter confiança. Ainda para mais, Liedson está aí!

Renata A. disse...

Faltou-nos garra, concentração e até ambição. Num jogo que deveria motivar os jogadores (a mim motiva-me e muito) exigia-se uma atitude diferente. Não soubemos superiorizarmo-nos quando podiamos e deviamos, e acabamos por sofrer as consequências. Venha de lá o Basileia para curar as mágoas!

SL

Tite disse...

Devemos a derrota ao Mr. PB.
Tanto tem metido os leões na ordem que até parecem cordeirinhos...
Já nem metem medo às águias!!!
Rugidos de raiva

Armando Silva disse...

Péssimo jogo... Poucas palavras para descrever tão fraca exibição, e meus amigos, perder com este benfica...!!! Se perder com o benfica é mau, perder com este, com uma defesa pior do que a maioria das da primeira liga, foi péssimo... Venha o Basileia...

Grande abraço caro amigo

PPA disse...

A rigidez Bentiana

O Sporting de Paulo Bento tem-se destacado, na minha opinião, pela Rigidez Bentiana.
Esta rigidez não será alheia a uma das principais características do treinador Leonino, a sua teimosia; que também se demonstra na dificuldade de lidar com as personalidades mais fortes e “especiais” do nosso balneário.
Já se percebeu que Bento “não conta” com quem não seguir ao milímetro o que ele pretende.
De facto a rigidez de princípios é exagerada, o que leva o Sporting a apresentar apenas um modelo de jogo exequível, o tal 4-4-2 losango.
O que sair fora disto dá asneira, o que torna este Sporting demasiado previsível, sendo demasiado fácil para os adversários saberem como o Sporting joga.
Depois é tudo uma questão de equilíbrio de forças, pois contra equipas “fracas”, quase sempre a rigidez Bentiana leva a melhor.
Os Sportings de Bento têm sido capazes de ir mais além ou não, consoante a riqueza do plantel ou a forma em que os jogadores se apresentam na altura dos desafios; mas é tudo muito previsível, muito fácil de “acertar no totobola”.
Também pela rigidez Bentiana se compreende que enquanto tudo estiver a correr de feição nos jogos, o Sporting se aguenta muito bem, seja em que campo for.
De facto, quando o Sporting se apanha a vencer por 1-0, a equipa fica confortável, pois pode aplicar a tal “tranquilidade”. E o historial de Paulo Bento no Sporting, prova que realmente quando se apanha a vencer, tem sido quase impossível aos adversários darem a volta.
Em contrapartida, quando o Sporting se apanha a perder, revela muitas dificuldades, e tem sido muito raro virar jogos, a níveis percentuais invulgarmente raros em equipas ditas grandes. É habitual as grandes equipas virarem jogos; o Sporting tem dificuldade; e porquê?
Penso que essencialmente tudo está estudadinho ao pormenor, o problema é que quando as coisas não correm bem, a equipa fica perdida em campo, muito por culpa de não estarem treinadas formas diferentes de espalhar as peças em campo.
Evidentemente que é nestes momentos que os jogadores que pela sua mais valia técnica podem fazer a diferença, e neste particular acho que estamos um pouco limitados, pois temos poucos “mágicos”.
Liedson (em forma), Rochemback, Vuk e possivelmente Izmailov serão dos poucos capazes de colocar em campo essa imprevisibilidade. Mas importa que possam actuar como “vagabundos” em campo; e não serem amarrados pelo treinador a posições e princípios demasiado tácticos.
Evidentemente que não POSSO exigir ao Sporting que vença os Gigantes Europeus, pois sejamos honestos e realistas, por melhor que joguemos a diferença é abismal; apesar de ser possível de vez em quando arrancar uma exibição fabulosa e vencer um jogo a esses colossos do futebol, como já aconteceu com o Inter, na altura com Miguel Veloso a fazer uma exibição imperial, para mim a melhor da sua carreira.
Este exemplo só vem demonstrar o grande tiro no pé de Barcelona, quando Bento decidiu amarrar Veloso a defesa esquerdo após alguns minutos em que actuou a trinco e conseguiu dar supremacia ao Sporting nesse desafio, tendo inclusivamente chegado ao golo e com 2-1 no placard ter discutido o mesmo em Camp Nou.

A excepção (que confirma a regra)
Os jogos com o FCP têm sido a excepção na carreira de Paulo Bento como treinador do Sporting. De facto temos quase sempre vencido, principalmente por duas razões:
- Em todos esses desafios, o FCP tem sempre partido como favorito, quer pela estatística pontual, quer pela soma monetária teórica do valor dos passes do plantel, quer pela generalidade da imprensa e “opinion makers”; dando sempre a sensação nesses jogos que entram em campo “convencidos” que vão acabar por vencer o Sporting. E isso tem quase sempre funcionado a favor do Sporting, pois damos sempre a sensação que os surpreendemos em campo.
- O Jesualdo tem errado constantemente em termos tácticos, sendo que mudou o esquema só para os jogos com o Sporting e apenas em mais uma ocasião, quando foi a Londres perder por 4-1 com o Arsenal. Realmente o Jesualdo lá saberá porquê; pensando eu que o faz porque julga que o meio campo Leonino é superior ao dele, pelo que o tenta modificar, mas com as modificações ou sem elas, tem sido ai que o FCP perde os jogos com o Sporting, na batalha do meio campo.

Desta vez, e após alguns jogos, principalmente 2 Supertaças e uma Taça ganhas pelo Sporting ao FCP, e pelas prestações pobres do mesmo FCP esta época, não acredito que o FCP entre como “favorito” em Alvalade na próxima jornada, pelo que estou bastante céptico para este desafio, cheirando-me o mesmo demasiado a empate; até porque na “cabecinha” de Bento será muito mais importante não perder 2 jogos seguidos com os maiores rivais do que vencer.
Aceito que um treinador rígido como Paulo Bento possa no final das épocas conquistar mais umas taças para a nossa colecção gigantesca de mais de 13.000, mas até por isso, pelas mais de 13.000 taças que o Sporting tem, pergunto a mim mesmo e aos Sportinguistas se é isto que pretendemos?
Se calhar com outro treinador dariamos mais espetáculo mas no final ganhariamos menos, mas uma coisa é certa e sabida: não gosto de perder como perdemos em Barcelona ou na Luz, nem de ganhar a defender como em Braga.

http://afirma24.blogspot.com/

THE SUPERCOBRA disse...

É O LUCILIO!! É O LUCILIO!!!!

PPA disse...

Benfica TV

Tenho-me RIDO bastante nos últimos dias, com esta história do “novo canal”, Benfica TV!
Mas afinal qual é a piada, perguntam vocês?
A piada é que desde que me conheço, a TV sempre foi do Benfica.
Aliás, para além de vários comentadores Manhosos e Leonores Putões, até recentemente numa transmissão da TVI, outros Lampiões foram apanhados por acidente em OFF no intervalo de um jogo do SLB, a falarem: “onde vamos jogar para a semana?”.

http://www.youtube.com/watch?v=Fdt0jXeY8NA

Enfim… mas vejam o vídeo, e principalmente ouçam, pois este vídeo é uma autêntica campanha de propaganda ao Benfica, que faria inveja à melhor campanha Nazi de Goebbles, fazendo a Riefenstahl corar e Hitler dar 2 murros na mesa.
A locução de Paulo Catarro é hilariante, principalmente porque essa equipa falhou rotundamente, não ganhou nada de nada e o treinador foi embora cedo; mas quem os ouvisse até pensava que estaria ali um futuro Torino dos anos 40, um Real Madrid dos anos 50, um Milan dos anos 90; ou até quiçá, uma “Laranja Mecânica”!
O mais grave é que tudo isto… com o dinheiro de todos os Portugueses.